A alimentação e a vida

alex4

Certamente, você já ouviu a expressão ”você é o que você come”. O ato de comer simboliza muito mais do que simplesmente ingerir alimentos. Quando nos alimentamos, permitimos que aquele alimento faça parte do nosso corpo e se integre à nossa vida, influenciando a nossa energia e a nossa saúde. Por isso, a nossa alimentação deve ser a mais pura e saudável possível. Se comermos sempre alimentos saudáveis, o nosso organismo ficará saudável. Se comermos alimentos ruins, o nosso corpo sentirá as consequências, sofrendo de desequilíbrios físicos e emocionais.

O nosso estômago processa os alimentos ingeridos, cuidando de integrá-los ao nosso corpo. Até aí, tudo normal. A questão é que o  nosso sistema digestivo tem estreita relação com as nossas escolhas de vida e como processamos e vivenciamos as situações do dia a dia. Essa relação com os alimentos é bem direta: da mesma forma que permitimos que alimentos ruins afetem a nossa saúde, também permitimos que pessoas e situações ruins  penetrem  o nosso campo de energia e façam parte da nossa vida. Isso significa que, se a nossa  alimentação for  ruim, as nossas escolhas de vida também serão.

É comum falarmos a expressão “ainda não digeri essa situação” ou “o que você falou ficou entalado naalex5 minha garganta”. Tais expressões são reais e demonstram como as situações diárias afetam o nosso sistema digestivo. Daí vem também a gastrite nervosa. Fisiologicamente, a gastrite acontece quando o alimento leva muito tempo para ser digerido no estômago e a acidez excessiva do processo digestivo acaba por agredir a parede do órgão.  Da mesma forma, quando vivenciamos situações de vida conflitantes por um longo período,  não conseguimos “digerir” essas situações,  o que faz com que o estômago sofra de calor e aumento da acidez,  provocando gastrite. “Engolir sapos” por muito tempo (aliás, deve ser horrível engolir esses bichinhos) provoca gastrite, úlcera e afeta diretamente a coluna cervical, ocasionando a  perda da lordose cervical (curvatura da coluna) e, consequentemente, trazendo dor e rigidez muscular. Afeta até o fígado, causando irritabilidade e dificuldade de dormir.

Cuidar da alimentação é cuidar da vida. Se cuidarmos bem da  nossa alimentação, a nossa vida será equilibrada e saudável e atrairemos pessoas e situações que nos façam bem. Os nossos relacionamentos serão saudáveis e duradouros. Teremos saúde e felicidade!

Alex da Silva Santos – Diretor do Centro Brasileiro de Acupuntura
E-mail: editorial@riofiqueligado.com.br