O universo, seu comportamento e sua saúde

verão2

Tudo no universo acontece de forma muito organizada. Todos os dias o sol nasce trazendo calor, vitalidade (yang), movendo-nos para as nossas atividades diárias, trabalho, relacionamentos. O sol nos move por meio do seu calor. Todos os dias o sol se põe, fazendo-nos sentir mais lentos, forçando-nos a diminuir o ritmo, descansar, dormir (yin).

Quando trocamos a noite pelo dia, deixamos de usar a energia fornecida pelo sol, e então gastamos a nossa preciosa energia para nos mantermos ativos. Isso provoca um grande desgaste físico, fazendo com que envelheçamos de forma mais acelerada e adoeçamos com mais facilidade.

Somos intensamente afetados pelo universo. Regidos pelos ciclos da lua (9 luas para nascer, 28 dias para menstruar), sentimos em nosso corpo os efeitos das estações  do ano.

verãoNo verão nos sentimos mais animados, mais extrovertidos. O verão, regido pelo elemento fogo (estação mais yang), pede para sairmos mais de casa para encontrar pessoas, trocar calor humano, praticar esportes. Os frutos que nascem da terra são cheios de água (yin) para equilibrar a nossa energia e aliviar o calor da estação. Quando nos comportamos de forma inadequada para o verão e comemos alimentos de natureza quente (nozes, avelãs etc., comuns no Natal), sentimos os efeitos desse desequilíbrio em forma de virose na mudança de estação. Temos febre alta, infecções e alterações de sono.

outonoO outono, regido pelo elemento “metal”, traz o clima mais ameno. O yang começa a declinar e o yin a crescer. Começamos a selecionar mais os nossos alimentos, a limpar o nosso corpo. Percebemo-nos mais sensíveis, introspectivos e seletivos. É hora de limpar a “casa interna”  e deixar apenas o que temos de melhor. Comumente aparecem depressão, problemas de pele, viroses com diarreias e afecções pulmonares, como a pneumonia.

invernoQuando o inverno chega (estação mais yin regida pelo elemento água), o nosso ritmo interno desacelera. O inverno pede recolhimento. Nascem da terra os alimentos quentes (yang). Quando nos comportamos errado no inverno, aparecem doenças mais profundas e difíceis de tratar. Temos retenções líquidas, alterações de pressão, dores lombares etc.

primaveraNa primavera (regida pelo elemento madeira), a vida começa a florescer. Nascem novas folhas e flores. Devemos começar  a sair mais, nos mostrar mais. Devemos evitar comer carne substituindo-a por alimentos vivos, como os brotos e verduras. O clima ventoso traz amiúde contraturas musculares, torcicolos e dores de cabeça e coluna.

O nosso comportamento perante o universo é a chave fundamental para termos mais saúde e vitalidade. Devemos “andar junto” com a natureza, pois só assim permaneceremos fortes e saudáveis.

Alex da Silva Santos – Diretor do Centro Brasileiro de Acupuntura
E-mail: editorial@riofiqueligado.com.br