O sexo e a formação de um novo ser

gravidez

Dando sequência à postagem anterior, em que falamos de sexualidade, vamos, agora, falar um pouco da nossa responsabilidade na formação de características muito peculiares dos nossos filhos, como a determinação dos padrões energético e emocional que ele vai carregar por toda a vida.  Muitos acham que essa responsabilidade vem apenas após o nascimento, com a educação a ser dada, mas isso é um grande engano. Na verdade, ela precede até a fecundação do óvulo pelo espermatozoide. Mesmo antes do óvulo vir a ser fecundado, contribuímos para a formação de características vitais para o futuro do ser humano que vai se formar.

Quando ejaculamos, lançamos milhares de espermatozoides com capacidade deovulo formar pessoas com personalidades dos mais variados tipos. Lançamos  ali possibilidades infinitas de características emocionais e energéticas (e cada espermatozoide tem a capacidade de formar uma pessoa completamente diferente da outra). Lançamos ali todos os nossos aspectos bons e maus, os nossos lados mais agradáveis e os mais sombrios.

Acontece que só o espermatozoide que tem emanações energéticas semelhantes às da mulher durante o período que precede à fecundação terá a capacidade  de alcançar o óvulo e fecundá-lo. E é aí que começa a nossa responsabilidade. É de fundamental importância o amor que envolve o casal no período posterior à  relação sexual. Será o campo energético e emocional da mãe após o ato sexual que determinará qual espermatozoide terá a capacidade de chegar mais rapidamente ao óvulo. Se a mulher  estiver triste ou revoltada nesse período, poderá facilitar a chegada de espermatozoides com características emocionais semelhantes. Se a mulher estiver triste, poderá atrair espermatozoides que contribuam para  gerar uma pessoa com aspectos depressivos no futuro. Por outro lado, se após a relação sexual, o casal mantiver uma relação de amor e harmonia; se os dias que sucederem à relação sexual forem recheados  de paz e felicidade, serão bem grandes as chances de se gerar um ser humano que buscará priorizar os sentimentos de amor e harmonia para  a sua vida e para todos a sua volta.

sexo-com-amorEspero que com isso consigamos ter  uma maior consciência da nossa responsabilidade com relação ao sexo. Seja da forma que for, que seja sempre muuuuito bom!  Que o sexo  seja sempre um veículo de alegria e bem-estar e que  vejamos sempre a relação sexual como um meio para se obter, além do prazer, a mais plena felicidade!

Uma semana de muita paz e harmonia para todos!

Alex da Silva Santos – Diretor do Centro Brasileiro de Acupuntura
E-mail: editorial@riofiqueligado.com.br