Count

Disfunção erétil: “Isso nunca aconteceu…”

Diálogo em um consultório de acupuntura:

― Bom dia! No que posso ajudar?

― Venho me sentindo em um nível alto de estresse ultimamente.

― Fale-me mais sobre suas atividades diárias, por favor.

― Estresse no trabalho, horário marcado sem possibilidade de atraso, problemas em casa, trânsito caótico, contas a pagar… Férias? Nunca ouvi falar!

― Como anda a sua vida sexual?

Pausa! Não, essas queixas não partem somente da boca de uma mulher. Esse terror também aflige os homens. Mais precisamente, cerca de 150 milhões de homens sofrem de uma alteração chamada disfunção erétil. E como é difícil para o homem aceitar que está “falhando na hora H”. O símbolo do sexo masculino não pode falhar jamais, diriam os mais “machões”. E eles estão cada vez mais à procura de ajuda.

Mas quais são as causas da disfunção erétil?

As mais comuns são o sedentarismo, tabagismo, diabetes, hipertensão arterial, cirurgia radical de próstata, depressão, alcoolismo, utilização de determinados medicamentos e o estresse. Todas as citadas têm algo em comum: atingem a circulação sanguínea.

A medicina tradicional chinesa nos mostra que a disfunção erétil possui duas origens diferentes: a deficiência do rim e a umidade/calor no baço/pâncreas e estômago. No caso da deficiência do rim, é causada pela chamada deficiência do Jing (essência), que pode ser considerado o início e o fim da vida, pois dependemos dele para a reprodução, e, ao mesmo tempo, quando ele se esgota, o indivíduo acaba morrendo. Ele é finito e não pode ser reposto, apenas poupado. As características mais marcantes desse quadro manifestam-se por lombalgia, urina em excesso, necessidade de levantar durante a noite para urinar, sensação de pés frios, fraqueza nas pernas, hipotrofia muscular dos membros inferiores etc.

Quando a causa da disfunção erétil é a umidade/calor, normalmente é proveniente da má alimentação ou alimentação desregrada, que acaba por lesar o baço/pâncreas e o estômago, também conhecidos como câmara de maceração, pois são os responsáveis pelo processo digestivo, no qual produzem a matéria-prima para a formação do Xue (sangue). É importante lembrar que, para que ocorra a ereção, é necessário que os corpos cavernosos, localizados no pênis, sejam devidamente nutridos com sangue. As características marcantes para os casos de umidade/calor são: além da disfunção erétil, há a sensação de peso nos membros inferiores, o gosto amargo na boca, sede, urina quente e vermelho-escura, língua com revestimento espesso e gorduroso.

Solução para isso? Mudança de hábitos e hora para tudo:  alimentar-se, praticar atividades físicas moderadas e relaxar. Reserve um tempinho para contemplar as coisas mais simples da vida! Tire férias, mesmo que a situação financeira não esteja fácil para a maior parte das pessoas. Olhar o mar, por exemplo, é de graça! Durante as férias, nem sempre é preciso verificar o relógio a todo instante.

Já dizia o meu velho pai: “Trabalho é meio de vida, não é meio de morte!”

Não deixe que hábitos errados afetem sua saúde sexual; amar também é de graça e, na dose certa, traz mais saúde!

Espero que tenham gostado!

Até a próxima quinzena!

André Jaña – Diretor da clínica Long Life Fisioterapia e Acupuntura
E-mail: editorial@riofiqueligado.com.br