Rio Xingu e Belo Monte são temas de palestra com a antropóloga Thais Mantovanelli no Oi Futuro Flamengo

Nesta quarta, dia 6 de fevereiro, às 19h, no Oi Futuro Flamengo, o Artsonica – Residência Artística apresenta o PapoSonica com a antropóloga Thais Mantovanelli sobre a vida e os desafios de quem vive às margens do Rio Xingu, no município de Altamira, Pará. A antropóloga irá se debruçar, especialmente, sobre a grande questão de 2019 para aqueles que continuam na luta contra a Usina Hidrelétrica de Belo Monte: o chamado Hidrograma de Consenso, a definição do volume de água que será permitido passar pela região da Volta Grande do Xingu.

No PapoSonica, a antropóloga Thais Mantovanelli vai falar sobre as divergências de opiniões em torno do Xingu: no local, alguns dizem que o rio está morto; outros, que ele está dando seus últimos suspiros; outros ainda dizem que ele é maior do que tudo isso e que a hora que quiser derruba o paredão da barragem, mas que só não faria isso porque ele sabe que levaria muita gente com ele.

A palestra faz parte do processo criativo da obra multimídia Aliendígena 2042,  da atriz Gabriela Carneiro Cunha e do diretor, roteirista, produtor Eryk Rocha, e acontecerá no LabSônica, laboratório de tecnologia  do Oi Futuro, no Flamengo. A entrada é franca e as vagas são  limitadas. Inscrições pelo e-mail contato@artsonica.com.br.

Saiba mais sobre o Rio Xingu e o tema deste PapoSonica:

Durante o evento, Gabriela também estará disponível para conversar com os participantes sobre a obra de arte multimídia Aliendígena 2042, que mostra, por meio da arte e da tecnologia, a criação de uma vestimenta technoxamânica que visa aproximar o público da vida em torno do rio Xingu. A videoinstalação vai ficar exposta no Centro Cultural Oi Futuro – Flamengo a partir do segundo semestre deste ano e une performance, as artes visuais e o cinema documentário. A proposta foi uma das dez selecionadas dentro de um grupo de 378 empresas brasileiras de produção cultural para participar do Artsonica – Residência Artística.

Sobre o ArtSonica – Residência Artística

Um projeto idealizado e dirigido pela Zucca Produções e tem patrocínio da Oi, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), e apoio do Oi Futuro e do LabSonica. O objetivo é avançar sobre a missão do Oi Futuro, que é fomentar a inovação, promover experiências criativas de todas as áreas e estimular conexões para potencializar o desenvolvimento coletivo e pessoal.

Sobre Thais Mantovanelli 

Parceira e convidada do projeto de arte Aliendígena 2042 e da residência ArtSonica, Thaís é doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social pela Universidade Federal de São Carlos, com a tese chamada Os Xikrin do Bacajá e a Usina Hidrelétrica de Belo Monte: uma crítica indígena à política dos brancos, sob orientação de Clarice Cohn. Atualmente, realiza pesquisa de pós-doutorado, intitulada Narrativas de impacto: os Mẽbengôkre-Xikrin da Terra Indígena Trincheira-Bacajá e os Juruna Yudjá da Volta Grande do Xingu contra os efeitos da usina hidrelétrica de Belo Monte, pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de São Carlos.

Desde 2017 atua profissionalmente e desenvolve pesquisa em parceria com o ISA – Instituto Sócio ambiental de Altamira  sobre questões relacionadas aos impactos socioambientais provocados pela construção e instalação da Barragem de Belo Monte, especialmente aqueles relacionados aos povos Mebengokre- Xikrin e Juruna (Yudjá) da Volta Grande do Xingu.

Dia e horário: 6 de fevereiro (quarta) – 19h.

Entrada gratuita

Inscrições: contato@artsonica.com.br.

Oi Futuro Flamengo
Rua Dois de Dezembro, 107 – Labsonica (5º andar)
Flamengo – Rio de Janeiro / RJ