Count

Carioca já conta com seu primeiro hospital veterinário popular 24 horas

cão-e-gato1

Há um ano, a cidade do Rio de Janeiro conta com o Hospital Popular de Medicina Veterinária. Criado com a proposta de oferecer aos cariocas um serviço de qualidade  por um preço mais baixo, localiza-se em Realengo, Zona Oeste da capital, região de maior média de animais domésticos por residência: 3,1, enquanto que a média geral da cidade é de 1,1 para cães e 1,9 para gatos.

O título de hospital veterinário é viável porque são cumpridos os critérios da resolução 27 do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio de Janeiro (CRMV-RJ). O documento determina que o estabelecimento deve ter atendimento 24 horas e estrutura para cirurgias, internações e exames laboratoriais e de imagem. As clínicas populares do estado não têm plantão integral nem internação.

Os valores de consultas, exames e cirurgias são, em média, 50% mais baratos em comparação com os demais estabelecimentos particulares, sendo que os consultórios não são autorizados a realizar operações. A vacinação antirrábica –que é um programa do Ministério da Saúde, mas que tem sofrido com atrasos – custa R$ 40. A vacina usada é a Nobivac, importada e considerada a melhor do mercado. São oferecidas também consultas com especialistas em oftalmologia, dermatologia, ortopedia, cardiologia e oncologia, garantindo-se um tratamento multidisciplinar.

Após as primeiras divulgações pelas redes sociais, pessoas de várias regiões do Rio levaram seus animais ao HPMV. A tendência é ultrapassar 100 procedimentos cirúrgicos até setembro. Já são  quase 900 atendimentos contabilizados até o momento. Para os próximos cinco anos, a meta é audaciosa: abrir mais 10 unidades na capital fluminense.

No geral, o que se sabe sobre zelar pela vida do animal é nada muito além do trivial. Por isso, o HPMV surge para mostrar às pessoas que a medicina veterinária é complexa e requer atenção e esforço de várias partes: “Muitas pessoas não fazem ideia do que é certo e errado no cuidado com a saúde dos animais. Enxerguei uma oportunidade para participar da mudança nesse seguimento”, afirmou Brunno Cunha, diretor do Hospital Popular de Medicina Veterinária.

Brunno investiu na área de medicina veterinária devido ao apreço pelos animais. Estudando o segmento, percebeu que existia a oportunidade de fazer um negócio de forte impacto social.

Mesmo que a medicina veterinária não seja um direito constitucional e ainda esteja subordinada ao Ministério da Agricultura, ter um bicho de estimação faz parte da rotina de muitos brasileiros. Segundo o IBGE, são quase 133 milhões no país, sendo 52,2 cães, 37,9 aves e 22,1 gatos. Os números colocam o Brasil na quarta posição no ranking de países com maior número de famílias que têm animais domésticos.

Serviços:
• Exames de imagem (ultrassom 3D e raio-X)
• Exames laboratoriais
• Internação
• Clínicos especialistas (dermatologia, ortopedia, cardiologia, oncologia e oftalmologia)

Hospital Popular de Medicina Veterinária
Rua Professor Clemente Ferreira, 6 – Realengo – Rio  de Janeiro
Contato: 21 3468-6581 / contato@hpmv.com.br
Site: http://hpmv.com.br/
Atendimento 24 horas

(Fonte: Jornal Padre Miguel News e HPMV)