Count

Paraty em Foco abre inscrições para a Convocatória 2017

Vencedores ganham exposição, hospedagem e alimentação grátis no festival

Série Osaka Nightlife. Imagem: © Lucas Gibson.

Estão abertas as inscrições para a 13ª edição Paraty em Foco (PEF), um dos mais importantes festivais de fotografia da América Latina. O evento acontece de 13 a 17 de setembro.

A Convocatória Portfólio em Foco vai selecionar obras de 20 fotógrafos (amadores ou profissionais) para uma grande exposição durante o encontro na histórica cidade da Costa Verde.

A chamada está aberta até o dia 31 de julho, para inscrições em duas categorias: Ensaio e Foto Única. Um conselho de renomados fotógrafos irá fazer uma seleção prévia dos trabalhos que serão publicados na página do evento na internet à medida que forem avaliados. Após o encerramento das inscrições, o júri escolherá os ganhadores dentre os previamente selecionados.

Regulamento e inscrições

A categoria Ensaio é voltada a conjuntos coesos compostos de seis a 10 fotografias. A categoria Foto Única avalia a capacidade de conceber uma imagem sintética e expressiva, sendo permitidas até quatro fotografias enviadas a cada inscrição.

Os dez primeiros colocados de cada categoria farão parte de uma exposição de destaque na programação do PEF. Serão apontados três ganhadores em cada categoria, que terão todas as despesas de hospedagem e alimentação cobertas pela organização do festival.

A taxa de inscrição, não reembolsável, é de R$ 90  (noventa reais) por trabalho inscrito, quitados através do PayPal.

O regulamento, a página de inscrição e outras informações estão no site do Paraty em Foco, que tem versão em inglês e em espanhol. As dúvidas podem ser encaminhadas para o e-mail portfolioemfoco2017@gmail.com.

O júri encarregado da premiação é formado por: Simonetta Persichetti (jornalista, crítica de fotografia e docente na Faculdade Cásper Líbero), Marizilda Cruppe (jornalista e fotógrafa), Kitty Paranaguá (fotógrafa membro do Estúdio Ateliê Oriente Rio), Sérgio Branco (jornalista e diretor de redação da revista Fotografe Melhor), Joaquim Paiva (diplomata, colecionador e fotógrafo), Pedro Vasquez (escritor, curador e fotógrafo) e Roberto Soares-Gomes (empresário e fotógrafo).

A Convocatória Portfólio em Foco do ano passado teve quase mil inscritos, com envio de material por fotógrafos da China, Alemanha, Itália, México, EUA, Espanha e Portugal, entre outros.

PEF 2017
Série Família Brasileira, de Paul Kurucz.Série Família Brasileira. Imagem: © Paul Kurucz.

O PEF é um dos eventos de fotografia mais aguardados no Brasil e reconhecido internacionalmente. Realizado anualmente desde 2005, em 2017 celebra sua 13a edição e terá como tema “Fotografia: Documento e Ficção”. A proposta dos curadores Giancarlo Mecarelli e Érico Elias é ressaltar a dupla dimensão da imagem fotográfica, seu poder documental e seu potencial de produzir novas realidades.

O homenageado do ano é Flávio Damm, que fez parte da equipe da lendária revista O Cruzeiro, na década de 1950, e tem uma impressionante trajetória de quase 70 anos de fotografia. Inspirado no instante decisivo de Henri Cartier-Bresson, Damm captou cenas de enorme naturalidade, sempre atento ao movimento do mundo.

Já o primeiro convidado internacional a confirmar presença no PEF, o italiano Roberto Kusterle, tem uma abordagem que o coloca plenamente no polo da ficção. Ele se utiliza da fotografia para criar um novo universo visual, no qual homem e natureza aparecem em permanente processo de fusão.

Kusterle vai ocupar a Casa da Cultura de Paraty com a exposição “Ritos do Corpo”, em que cria metamorfoses e seres híbridos, rememorando e reencenando tradições ritualísticas ancestrais, enquanto Flávio Damm leva suas imagens documentais para a Galeria Zoom, no Centro Histórico.

Outra presença confirmada é a de Boris Kossoy, que tem significativa contribuição como historiador para a reflexão sobre as realidades e ficções na trama fotográfica. Ele vai compartilhar com o público sua faceta de fotógrafo em palestra com projeção de imagens, entrevistado por Diógenes Moura e Simonetta Persichetti.

Durante o PEF, a cidade é ocupada por fotógrafos, amantes da fotografia e entusiastas e se colore com instalações artísticas, tenda de exibição, palestras e workshops, inclusive com eventos do circuito OFF-PEF, que abre o festival a participação de iniciativas apresentadas por fotógrafos e instituições ligadas à fotografia.

Por meio de suas exposições, o PEF faz com que a fotografia ocupe espaços no centro histórico e também na cidade de Paraty, buscando uma simbiose com a paisagem e a população locais. Este ano o festival volta a ocupar a Rodoviária. Nillo Biazzetto, que na edição passada fez uma impactante intervenção nos muros do campo de futebol. Em 2017 está de volta em Paraty, para uma nova iniciativa envolvendo moradores da cidade.

Todos os anos, no mês de setembro, as ruas de pé de moleque do centro histórico são tomadas por pessoas de todo o mundo que capricham nas fotos do casario, da maré alta e da gente de Paraty. E, cá entre nós, tem lugar melhor?