Count

O Canadá é o melhor destino em 2017 para quem gosta de festa

O Canadá está em festa em 2017 por causa de dois eventos que simbolizam a história do país. São 150 anos como uma confederação e 375 anos de Montreal, o berço da cultura francesa, fundada em 16 de maio de 1642. Na ilha (sim, Montreal é uma ilha), o primeiro europeu a pisar em seu solo foi Jacques Cartier, em 1532. A cidade, cujo nome significa monte real, surgiu somente anos depois, quando um grupo de missionários cristãos resolveu colonizar o local e criou a Ville Marie de Montréal. Atualmente, Montreal é uma cidade bilíngue, onde 90% da população falam inglês e francês.

Os canadenses, da mesma forma que muitos brasileiros, gostam de festa e diversão. Como parte da programação de aniversário montrealense, um megaevento vai acontecer entre os dias 23 de fevereiro e 11 de março. É o Montréal en Lumière, que literalmente pretende iluminar a vida cultural da ilha. Esta é a 18ª edição do festival de inverno, que este ano terá mais de 100 shows em uma profusão de estilos: jazz, rock, música folclórica, circo, teatro e dança. Quem abre a temporada cultural na sala Théâtre Maisonneuve da Place des Arts é o violinista Alexandre Da Costa, com o espetáculo Stradivarius à l’Opéra. Os ingressos custam a partir de 43 dólares canadenses.

Outro destaque é uma homenagem à cantora francesa Edith Piaf com um elenco de estrelas: Betty Bonifassi, Marie-Thérèse Fortin, Pierre Flynn, Sylvie Moreau e Florence K. O show Piaf a 100 Ans. Vive la Môme vai relembrar os sucessos da cantora na noite do dia 4 de março, também no Théâtre Maisonneuve, imperdível! Os ingressos custam a partir de 42 dólares canadenses, porém é possível participar sem gastar um tostão.  O festival Montréal en Lumière é democrático e irá oferecer uma ampla programação gratuita.

As ruas serão iluminadas com desenhos, artes e tecnologia no espetáculo Illuminart, shows variados, degustação de queijos e o ponto alto será a festa Nuitblanche à Montréal, com uma maratona de eventos gratuitos, diversões na neve, o metrô funcionando durante toda a noite de sábado, dia 4, até o domingo, dia 5. A Nuitblanche ― o nome vem da  referência ao fato de a pessoa passar a noite em claro ― é uma homenagem à Exposição Internacional de 1967, marco científico e cultural de Montreal que completa 50 anos. Como as atrações irão acontecer em vários pontos da cidade, acesse o site do evento para ver a programação completa.

Com tanta coisa para fazer, o que acha de relaxar um pouco e degustar as melhores sidras do mundo? As sidras produzidas no Canadá são de excelente qualidade e conhecidas internacionalmente. Entre os dias 3 e 5 de março, Montreal vai sediar ainda o Mondial des cidres SAQ 2017. A entrada custa 20 dólares canadenses e e dá direito a um copo e dez cupons de degustação.

Volto em breve com mais dicas de cultura e lazer no Canadá!

Rosane Rodrigues — Jornalista
E-mail: editorial@riofiqueligado.com.br
Instagram: @rosanerodriguesbrasil