O amor está no ar… e também nos alimentos!

Dia dos Namorados chegando e já pensamos em jantares românticos, cestas de café da manhã, flores, chocolates…

A matéria desta semana é direcionada aos pombinhos que querem conquistar seus parceiros pelo estômago, como já dizia minha avó. Você já ouviu falar em alimentos afrodisíacos?

A palavra afrodisíaco tem origem no grego aphrodisiakos, uma referência a Afrodite, deusa do amor e dona de um forte poder sexual.

Imagem: Big1News

Os alimentos afrodisíacos são aqueles que contêm substâncias que ajudam a estimular a libido, aumentam a vasodilatação e favorecem a irrigação sanguínea para várias partes do corpo. Em outras palavras, o consumo desses alimentos favorecem os sentidos sexuais.

No ranking dos alimentos mais poderosos, podemos citar a ostra (considerada o alimento com maior poder afrodisíaco, por ser rica em zinco), o chocolate, a pimenta, o manjericão e o gengibre. As oleaginosas (castanhas, nozes e amêndoas) — assim como peixes, em especial o salmão, a sardinha e o atum,  ricos em ômega 3 — também são boas escolhas.

A pimenta também é bem poderosa. Ela aumenta de forma significativa a frequência cardíaca e a circulação sanguínea e, dependendo da quantidade consumida, pode causar reações muito semelhantes à excitação sexual.

Muitos temperos, que às vezes passam despercebidos em nossos pratos, também são usados como estimulantes. O cravo da índia, por exemplo, aumenta a libido e dá energia. A canela tem o poder de estimular os hormônios sobre os órgãos sexuais. A noz moscada é uma especiaria que favorece a ereção. A hortelã pode aumentar a potência sexual. O gengibre é um alimento estimulante.

O manjericão também é considerado um excelente alimento afrodisíaco. Ele aumenta a circulação sanguínea nas áreas erógenas e seu aroma pode aguçar os sentidos e estimular os instintos, principalmente masculinos.

Pensando na sobremesa, o chocolate entra como maior estimulante. Ele contém substâncias que dão mais energia e libido e ainda ajudam na produção de serotonina, que melhora o humor e o bem-estar. Resumindo, fornece sensação de prazer, bem-estar e ainda é energético! Mas, fique de olho, porque esses benefícios vêm do chocolate com maior concentração de cacau.

As frutas também são opções saudáveis de sobremesa. As mais “callientes” são a banana, o abacate e o morango. São ricas em vitaminas e minerais, que melhoram a vida sexual.

Existem também alimentos que entram na categoria corta-prazer. O sal e a gordura são algum deles, que, em excesso, são bastante perigosos. Dificultam a digestão, diminuem a circulação, favorecem a retenção de líquidos e reduzem a libido. Então, muito cuidado com essa dupla!

Bebidas alcoólicas em excesso também podem atrapalhar! O consumo exagerado de bebidas alcoólicas pode estar relacionado com casos de impotência.

Devemos lembrar que o cardápio é só um complemento para uma vida sexual saudável e feliz. Os alimentos favorecem, sim, o aumento da libido e da potência sexual, porém devemos consumi-los ao longo da vida para melhores resultados. Uma alimentação regrada favorece a ingestão de todos os nutrientes necessários para a saúde como um todo, inclusive para a vida sexual. E o mais importante é estar em companhia da pessoa amada!


Karine Almirão Ferreira — CRN 4-15100909
Formada em nutrição e fisioterapia, tem especialização em acupuntura e dermatologia funcional. É mestranda em nutrição e dietética.
E-mail: editorial@riofiqueligado.com.br. Instagram: @karinealmirao.