Aleitamento materno

bomba-de-extracao-de-leite-materno-e-mae-com-o-bebe-no-colo-ao-fundo-foto-pavel-ilyukhinshutterstockcom-000000000001671c

Além de fortalecer o vinculo mãe-filho e reduzir o índice de mortalidade infantil, o leite materno é o alimento ideal para o bebê devido a suas propriedades nutricionais e imunológicas, protegendo o recém-nascido de infecções, diarreia e doenças respiratórias e permitindo seu crescimento e desenvolvimento saudável.

É de extrema importância que desde a gestação a mãe crie hábitos alimentares saudáveis para que ofereça um leite de qualidade, e durante o tempo necessário, à criança. Isso porque é através do que a mãe consome que serão gerados os nutrientes para o leite materno. A deficiência de vitaminas e minerais e um baixo consumo de água podem atrapalhar e gerar um leite que não atenda às necessidades do bebê para seu completo desenvolvimento.

É importante que nesse período haja um consumo adequado dos principais minerais — como cálcio, fósforo, magnésio, ácido fólico, sódio e potássio — e de vitaminas para a saúde tanto da mãe quanto do bebê. A razão está em que o não consumo desses nutrientes fará com que sejam retirados do organismo materno para o do bebê como um meio de suprir suas necessidades, o que pode resultar para a mãe em problemas de saúde relacionados a deficiências nutricionais.

Para o leite materno ter qualidade e suprir as necessidades do bebê e da mãe, é necessário:

►Ingerir cerca de 3 litros de água por dia, pois interfere na quantidade de leite produzida.

►Aumentar a ingestão de alimentos ricos em vitamina A: cenoura, manga, espinafdieta-pos-partore, couve, beterraba e brócolis cozidos.

► Expor-se ao sol da manhã por 15 minutos para produção de vitamina D.

► Ingerir alimentos fontes de vitamina C: laranja, acerola, limão, mamão papaia, morango, kiwi, manga, uva, brócolis e couve-flor.

► Aumentar a ingestão de alimentos fontes de vitamina B1, B6, B12: castanha-do-brasil, aveia, laranja, feijão, arroz cozido, banana, salmão, frango, batata assada com casca, abacate, manga, melancia, fígado, salmão cozido, carne bovina, atum, iogurte, leite desnatado ou integral, queijo cottage e ovos.

► Aumentar a ingestão de alimentos fontes de ácido fólico: fígado, lentilha, quiabo, feijão preto, espinafre, alface, abacate, tofu e mamão papaia.

► Ingerir alimentos fontes de cálcio: iogurte desnatado ou integral, queijos, leite, amêndoa, espinafre, tofu, semente de gergelim, feijão de soja verde, castanha-do-brasil.

Atenção!

► Evitar o excesso de consumo de café, pois este pode diminuir as quantidades de ferro presentes no leite materno.

► Evitar dietas de emagrecimento, pois o bebê precisará de nutrientes para crescer forte e saudável.

Karine Almirão Ferreira — CRN 4-15100909
E-mail: editorial@riofiqueligado.com.br