Count

Guarda-roupa cápsula

Anos atrás, li o livro Madame Charme, da americana Jennifer L. Scott, que ficou uma temporada em Paris e resolveu passar adiante o que aprendeu sobre moda, beleza e estilo de vida dos franceses — não, eu não idolatro os franceses (ou, mais especificamente, as mulheres francesas) nem acho que devamos copiar o estilo (de vida ou fashion) dos outros para parecermos mais cool, mas é claro que podemos nos inspirar em pessoas ou ideias para aprimorar o que já somos, para nos tornarmos a melhor versão de nós mesmos.

No livro, ela ensina que as francesas possuem um guarda-roupa bastante enxuto, composto de 10 peças-chave atemporais e que combinam entre si, o que facilita a vida na hora de se vestir. Não entram nessa conta os itens básicos do dia a dia, então a lista fecharia em torno de 40 peças, variando de acordo com o estilo de cada pessoa. E esse seria o segredo das francesas para estarem sempre bem-vestidas sem muito esforço.

Claro que nós, brasileiras, somos mais consumistas, mas acho muito boa a ideia de montar o guarda-roupa a partir de peças clássicas, que não saem de moda e valem o investimento. Pensando nisso, fiz uma seleção de itens sem os quais eu não conseguiria viver e que podem ser o ponto de partida para colocar essa ideia em prática:

Camisa branca (de seda ou algodão), um jeans perfeito (com bom corte e lavagem tradicional), um pretinho básico, jaqueta de couro, calça reta de alfaiataria, saia lápis ou evasê, blazer preto, cardigã ou suéter de cashmere, uma marinière (camiseta de malha listrada de branco com marinho, geralmente com manga longa ou 3/4) e camiseta básica de malha.

Tudo isso não quer dizer que seu armário só terá peças clássicas. Ao contrário, elas serão a base do seu guarda-roupa (por isso mesmo, a escolha de cores neutras é interessante) e a cada estação você pode escolher uma ou outra tendência, o que diminui os exageros e o desperdício.

Quem sabe, ao pôr em prática essa ideia, você inclusive perceba que não precisa de tanta coisa e libere algum espaço no armário. Assim, de quebra ganha mais facilidade na hora de montar seus looks e também fica mais fácil visualizar as roupas, o que significa que não vai mais se esquecer daquela peça que ficou no fundo do armário.

Amanda Perrut
E-mail: editorial@riofiqueligado.com.br
Instagram: @amandaperrut