Count

Mamães mais bonitas – Os benefícios da acupuntura estética

“Enquanto o meu filho não chega, eu não durmo! Esse garoto me deixa com uma ansiedade danada em época de prova, e eu desconto tudo no prato! Envelheci 20 anos em 15!”

Mamães, a Medicina Tradicional Chinesa quer ver vocês mais bonitas e saudáveis!

Algumas mulheres, ao se tornarem mães, vão ao encontro de várias causas de desarmonias energéticas que acabam por trazer determinados transtornos em sua saúde, o que também respinga na autoestima (leia-se estética).

Por vezes, a cicatriz da cesariana…O abdômen já não é mais tão retinho como antes da gestação…Os seios não ficaram como antes após a amamentação…Isso realmente mexe com a cabeça dessas pessoas privilegiadas em gerar novas vidas.

Para quem imagina que a acupuntura só trata doenças, aqui vai uma notícia: a acupuntura também lida com a saúde estética.

O tratamento, indicado para rugas, flacidez, olheiras, celulites, gordura localizada, manchas e cicatrizes, é feito da mesma maneira que as sessões de acupuntura para doenças, com agulhas ou com outras técnicas, como moxa, eletroacupuntura, ventosas e outros.

Mas como a acupuntura estética pode ajudar?

Vamos começar pela musculatura de uma forma geral.

A musculatura tende a ficar mais flácida, e o responsável por promover e manter o tônus muscular é o Qi (energia) do baço-pâncreas. Quando aumentamos o Qi (energia) desse órgão, contribuímos para o aumento do tônus muscular, tanto para melhorar o abdômen como também para a aparência dos seios e glúteos.

Com a atuação das agulhinhas sobre os órgãos e vísceras, também conseguimos uma melhor circulação do Qi (energia), de Xue (sangue) e Jing Ye (líquidos orgânicos).

Quando pensamos nas preocupações gerando rugas, pensamos também na tonificação muscular e no relaxamento dos músculos faciais que estão tensos, assim como na produção dos colágenos, diminuindo as marcas de expressão.

Quando as pessoas falam em drenagem linfática, todos pensam na famosa massagem, certo? Errado! A acupuntura também pode proporcionar o redirecionamento dos líquidos acumulados, graças à ação promovida sobre rim, baço-pâncreas e pulmão,  os três responsáveis diretos sobre o Jing Ye (líquidos orgânicos), promovendo a drenagem dos edemas e gerando, consequentemente, uma “desintoxicação”.

Lembra-se do “descontando tudo no prato”? Isso faz aumentar a circunferência abdominal. Um outro recurso bastante utilizado é a eletroacupuntura, quando acoplamos nas agulhas cabos que são ligados diretamente em um aparelho, dando pequenos choques nos locais em que inserimos as agulhas. Com a modulação certa do tempo, intensidade e tipo de corrente, conseguimos fazer quebras nas células de gordura, diminuindo a circunferência abdominal.

De quebra, associando-se a eletroacupuntura, o gua sha (uma espécie de espátula que utilizamos para raspar o local a ser tratado) e os pontos sistêmicos (estão em outras partes do corpo, não necessariamente no local a ser tratado, e têm como objetivo equilibrar todo o organismo), conseguimos um substancial melhora da celulite.

O emagrecimento não é milagre. Na verdade é uma combinação de objetivos que fazem perder peso corporal. O primeiro passo a ser dado é o controle das emoções, pois podemos associar a compulsão por comida à ansiedade. Mães sofrem com os filhos, causando insônia, aumento de apetite, gastrite, constipação e assim por diante.

A quebra da gordura junto com o reequilíbrio da função gástrica (uma má atuação do estômago é sinônimo de desarmonia geral, pois acaba por sobrecarregar outros órgãos que precisam de uma boa atuação do estômago na digestão para que possa exercer as suas funções corretamente, como o baço-pâncreas por exemplo.

E por último, e não menos importante, a parte intestinal. Mais de 75% das nossas endorfinas são produzidas no intestino grosso. A parte final da digestão é tão importante quanto a primeira. Uma pessoa feliz com seu intestino pode ser mais feliz com outras coisas.

Aproveito essa coluna para mostrar para vocês, mães, que apesar de todas as preocupações do dia a dia, acúmulo de funções diárias, que apesar de já serem importantes e belas por natureza, sempre é possível se cuidar, aliando beleza e saúde.

Um Feliz Dia das Mães! Até a próxima quinzena!


André Jaña
Fisioterapeuta com pós-graduadação em Acupuntura e formação em Quiropraxia e Shiatsu. É diretor da clínica Long Life Fisioterapia e Acupuntura, é, entre outros, coordenador do curso de pós-graduação em Acupuntura da Universidade Castelo Branco e coordenador do departamento de Acupuntura da Associação dos Fisioterapeutas do Estado do Rio de Janeiro.
E-mail: editorial@riofiqueligado.com.br