Como pintar os cabelos em casa

Imagem: Internet / Reprodução.

Quer renovar o seu look? Bateu aquela vontade de pintar os cabelos e está sem grana ou com preguiça de baixar no salão? Pois saiba que tingir seus fios no conforto de sua casa é possível, desde que você considere alguns fatores: a escolha do tipo de coloração, a cor e até mesmo o teste de coloração pessoal (este aqui é para verificar se o tom escolhido está de acordo com seu tom de pele, viu?).

Para ajudar você, seguem dicas importantes. Mas, olha, fica ligada mesmo, pois elas devem ser lidas com atenção, de verdade. Senão, depois, terá de marcar um atendimento de urgência com algum profissional recomendado (Nem sonhe em corrigir algum erro sozinha! Há especialistas em coloração nos salões e institutos de beleza). Resumindo, amiga do outro lado da telinha, você pode fazer a famosa “caca” em seu cabelo, e isso não tem como disfarçar.

Tinturas ‒ Logo de cara, é preciso escolher o tipo de coloração. Aqui, você pode optar entre as tintas permanentes e as semipermanentes.  Sabe qual a diferença?

As tinturas permanentes são mais indicadas para quem deseja cobrir 100% dos cabelos. Têm uma atuação intensa nos fios, na fibra capilar, retirando o pigmento natural e fixando a nova cor. Já as semipermanentes são menos invasivas, quase não mexem na estrutura capilar. São para aquelas mulheres desejosas em dar um banho de brilho nos cabelos, realçando-lhes o tom natural, e para mulheres que costumam fazer alisamentos químicos regulares nos fios.

Agora que você escolheu o tipo de coloração, vamos à escolha da cor? Recomenda-se realizar o Teste de Coloração Pessoal para verificar se o novo tom escolhido irá combinar com seu tom de pele. Há vários vídeos explicativos e demonstrativos no YouTube, como o da Érica Minchin.

Por último, e não menos importante, não opte pela marca mais barata. O resultado pode ser desastroso para seus cabelos e seu bolso. Busque entre marcas conhecidas. Uma boa dica é ir a lojas especializadas em produtos de cabelo. Costumam ter mais opções de marcas, inclusive importadas.

Imagem / Fonte: Sobrancelhas.

Prova do Toque  (ou Teste de Sensibilidade) ‒ Importante para verificar se você tem algum tipo de alergia ao produto. É ‒ deveria ser ao menos ‒ realizado pelo menos 48 horas antes de tingir os cabelos. Você deve aplicar um pouco de creme colorante atrás da orelha ou no antebraço. Use um cotonete para isso. Deixe secar e repita o processo por mais duas vezes. Não lave nem toque o local e observe a reação da pele nos dois dias seguintes. Se não houver irritação, coceira, ardência no local ou em regiões próximas, a coloração pode ser aplicada nos fios.

Teste de mecha Determina a resistência do fio e o resultado final da cor. Verifica também o tempo de ação ideal de produto indicado para seu tipo de cabelo. Não deixe de fazer, mesmo que já costume aplicar o produto.

  • Misture uma pequena quantidade do produto (coloração e emulsão) como se fosse utilizá-lo.
  • Separe uma pequena mecha de cabelo, preferencialmente do topo da cabeça. Aplique o produto nessa mecha, a 1cm do couro cabeludo, e deixe agir por 30 minutos.
  • O tempo é contado a partir da aplicação final do produto e dever ser verificado a cada cinco minutos. São observados a maleabilidade e o grau de relaxamento até a transformação ideal e/ou se houve alguma alteração indesejada.
  • Lave a mecha com água corrente e seque-a com secador ou a deixe- secar naturalmente.
  • Não se esqueça de anotar o tempo que foi necessário para chegar à transformação ideal.

Em caso de escovas progressivas e definitivas, é necessário fazer todas as etapas de escovação e prancha dos fios.

  • Escove e seque a mecha  com auxílio de escova e secador.
  • Após a escovação, passe a prancha mecha a mecha, de cinco a sete vezes.
  • O tempo de ação do teste vai depender da espessura do cabelo, o qual costuma ser classificado como fino, médio ou grosso.

Finalizado o procedimento, observe a condição da mecha colorida. Se a estrutura dos fios estiver enfraquecida, ressecada, porosa ou quebradiça, não utilize a coloração e opte por um tratamento até normalizar a condição do fio. Ao aplicar a coloração, não aplique o produto novamente na mecha utilizada no teste de mecha.

Imagem: Internet / Reprodução.

Quantidade certa Se você tem cabelos longos e/ou espessos e pretende mudar a cor totalmente, é provável que precise de mais de uma caixa para realizar a coloração. Já para retoque de raízes, uma caixa é suficiente.

Aplicação ‒ Antes de mais nada, uma roupa velha como vestimenta, luvas (costumam vir nas caixas de tinta) e um creme para passar no rosto e no pescoço (facilita e remoção da tinta dessas regiões depois do enxague). Vamos por etapas:

  1. Com os cabelos secos, sem lavagem, comece dividindo-os no meio e prenda os dois lados. Inicie a aplicação da coloração pela nuca, rumando dessa região em direção à testa. Em seguida, aplique na parte de cima, indo da raiz para as pontas.
  2. Massageie o cabelo para espalhar a coloração de forma igual e garantir que todos os fios sejam tingidos.
  3. Depois basta esperar o tempo recomendado (em média 45 minutos) e enxaguar, aplique condicionador nas pontas, pois são elas que costumam pegar mais a cor.

Por fim, recomendo que não se esqueçam da hidratação depois. Cabelos tratados com químicas requerem mais cuidado. Eu costumo misturar ao óleo que vem na tinta meu “kit”: uma mistura de banana madura inteira, iogurte natural, mel, azeite de oliva, amido de milho e maçã e hidratantes de cabelos (serve até do seu corpo). Após aplicar a mistura, coloco uma touca de papel laminado e deixo por uma hora.

Bem, meninas, é isso. Não é tão complicado quanto pode parecer. Quem quiser compartilhar sua experiência, pode me escrever, ok?

Até a próxima!

 
Simone Abreu ‒ Historiadora e jornalista. Administradora do site Rio Fique Ligado.
E-mail: sissi@riofiqueligado.com.br
Instagram: @sissi_rj