Count

Aprisionado pela prisão de ventre

Constipação (obstipação, intestino “preso” ou “ressecado”) refere-se a uma condição em que a frequência de evacuações é baixa, com fezes frequentemente endurecidas e secas.

 O problema geralmente decorre da absorção excessiva de água a partir das fezes, em virtude da passagem lenta do bolo fecal pelo cólon. Qualquer alteração ou desvio da rotina normal pode resultar em alteração do hábito intestinal.

Certos medicamentos, incluindo ferro, analgésicos opiáceos, alguns anti-hipertensivos e muitos outros podem produzir constipação.

Muitas pessoas consideram que têm constipação quando na verdade seu ritmo intestinal é normal. Por exemplo, acham que é necessário evacuar todos os dias, e caso isso não ocorra, procuram ajuda médica ou automedicam-se.

Considera-se ritmo intestinal normal, as evacuações numa frequência de três vezes por semana até três vezes por dia. Além disto, existem pessoas que por natureza apresentam as fezes mais endurecidas, sem com isto caracterizar constipação.

A maioria das pessoas constipadas são mulheres e com idade acima dos 50 anos. A gravidez pode favorecer a constipação, um problema comum após o parto e cirurgias.

As causas mais comuns da constipação são: baixa ingestão de fibras e de água, sedentarismo, medicamentos, síndrome do intestino irritável, mudanças do estilo de vida, viagens, gravidez, uso abusivo de laxantes, não respeitar o reflexo de evacuar (ficar “prendendo”), acidente vascular cerebral.

Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, a constipação é causada por uma desarmonia envolvendo o baço-pâncreas, estômago, fígado e rim. Ela pode se apresentar sob três formas diferentes:

► Em “bolinhas” secas e de difícil excreção. Calor. Geralmente ocorre por falta de líquido no organismo. Sede e suor noturno poderão ser observados devido à  deficiência de yin. Nesses casos, devem-se ingerir bastante líquido, frutas e verduras frescas e ser evitados gorduras, frituras e bebidas alcoólicas, pois, neste caso, tais alimentos podem aumentar o quadro de secura.

► Fezes ressecadas com aspecto amolecido conforme acontece a evacuação: Constipação por deficiência de Qi e sangue (o indivíduo literalmente não tem energia suficiente para realizar os movimentos peristálticos intestinais e fica muito cansado após tentar evacuar). Poderão apresentar outros sintomas, como unhas, lábios e pele pálidos, além de tontura, queda de cabelo e tremores. Bifes de fígados, nozes e grãos em geral, além de verduras verdes escuros e mel são recomendados nesses casos, por estimular a produção de Xue (sangue)

► Quando o indivíduo apresentar dor lombar e extremidades frias, além de aversão ao frio, classifica-se como Constipação por Frio, que normalmente prejudica o yang. Nesses casos, a recomendação é de ingestão de alimentos cozidos ou grelhados, além de caldos e sopas mais ralas. É indicada também a utilização da técnica de moxabustão, aquecendo-se os pontos de acupuntura principalmente nas regiões abdominal e lombar.

Para que o tratamento seja eficaz, é necessário que a avaliação seja criteriosa e o diagnóstico seja feito de forma correta.

É de suma importância lembrar que mais de 75% das endorfinas (substância que traz a sensação de bem-estar e de alto poder analgésico e de diminuição de estresse) que produzimos são provenientes do intestino grosso, portanto, nada melhor do que fazê-lo funcionar corretamente.

Espero que tenham gostado!

Até a próxima coluna!

André Jaña – Diretor da clínica Long Life Fisioterapia e Acupuntura
E-mail: editorial@riofiqueligado.com.br