A magia do Cavalia com sotaque brasileiro

Os brasileiros Monize Gmach e Lucas Altemeyer, integrantes do Cavalia, companhia de entretenimento de Montreal. Imagem: © Sai’len Jaeger.

Cavalia é uma companhia de entretenimento criada em 2003, em Montreal, no Canadá, por Normand Latourelle, um dos cofundadores do aclamado Cirque du Soleil. O nome é uma mistura: do espanhol caballo e do francês cheval, mais a palavra cavalier, que é usada em inglês e francês e significa cavalheiro.  Não é circo, não é teatro, não é um show equestre, mas, ao mesmo tempo, pode ser tudo isso e mais um pouco. O espetáculo Odysseo reúne em cena 50 artistas, 70 belos cavalos, avaliados em 30 milhões de dólares canadenses, em uma imensa tenda branca com  80 toneladas de equipamentos, na região central de Montreal.

O Odysseo está na estrada desde 2001 e já percorreu uma dezena de países com um público superior a 4 milhões de pessoas. É um encontro mágico ‒ cheio de efeitos visuais e alta tecnologia, música ao vivo ‒ entre o homem e o cavalo. Em cada detalhe, em cada trotar dos animais, uma emoção diferente. A ideia é fazer com que os cenários ‒ uma cachoeira  ou uma tempestade ‒ transporte o público para um sonho.

Na entourage está o casal brasileiro de ginastas-acrobatas e artistas Lucas Altemeyer e Monize Gmach. Ele é de São Bernardo do Campo, em São Paulo; ela, de Toledo, cidade no interior do Paraná. Os dois são oriundos da ginástica olímpica e juntos apresentam o Carosello, um dos pontos-chaves do espetáculo. Lucas iniciou na companhia há quatro anos, depois de se formar em Educação Física. Foi por meio do convite de um amigo que o paulista participou de um teste e saiu contratado para atuar em uma das mais prestigiosas companhias culturais do mundo. Já Monique, que começou com a ginástica olímpica aos 5 anos de idade, se juntou ao marido em 2016, e agora a dupla viaja mostrando o talento brasileiro pelos quatro cantos do planeta.

No show, os cavalos, de 13 raças diferentes, são a atração principal. Os animais  são cercados de atenção com uma equipe de veterinários  e tratadores 24 horas, massagens, comida especial e muitos mimos.  “Apesar de nosso show girar em torno de cavalos, a verdade é que a grande maioria das pessoas que vem nos ver não são loucas pelos animais. São pessoas que procuram algo que se mova, que emocione, seja bonito e espetacular. Foi o que conseguimos fazer com o Odysseo, que é um espetáculo gigantesco  e único no mundo “, explica Normand Latourelle.

A temporada em Montreal ‒ iniciada em 25 de julho ‒ vai até o dia 16 de setembro. Os ingressos têm preços e horários variados a partir de 29,50 CAD (dólar canadense).  Informações completas estão no link do show: https://cavalia.com.

Volto em breve com mais dicas de cultura e lazer do Canadá.


Rosane Rodrigues
‒ Jornalista com mestrado em Relações Internacionais e especialização em Economia, pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou na TVE (atual EBC), TV Record, Rede TV, consultora de Educação Internacional. Rosane faz parte do time de embaixadores do Language Portal of Canada, do time dos Embaixadores de Montreal e é também secretaria de Comunicação do Conselho de Cidadania junto ao Consulado -Geral do Brasil em Montreal.
E-mail: editorial@riofiqueligado.com.br.  Instagram: @rosanerodriguesbrasil