A doce primavera em Québec: Le temps des sucres

Imagem: Pierre Faucher, empresário artesão e proprietário da Sucrerie de la Montagne.

O gelo, o frio e a neve do inverno dão lugar à beleza das flores na primavera. No Canadá, a chegada da nova estação é comemorada de um jeito peculiar e com muita doçura. Marca a temporada da cabane à sucre, uma casa de madeira onde é servida uma infinidade de pratos doces e salgados,  todos com um toque de maple syrup. Se você algum dia observou a bandeira canadense, a folha vermelha ao centro é de maple, uma árvore típica da América do Norte, gênero Acer, com 200 anos de vida em média.

Produzido em várias regiões do país,  o maple é um grande vetor da economia canadense. Movimenta por ano cerca de 800 milhões de dólares (CAD) e é exportado para 75 países, entre os quais o Brasil. A província de Quebec detém 70% do mercado mundial, e é justamente  na parte francesa do país que ficam as melhores e mais doces cabanas do planeta.

O maple  ou sirop d´érable em francês  é o resultado de um longo ritual. No inverno, quando as temperaturas chegam, em média, a -20ºC, é a época do amido se armazenar no tronco e no caule. Quando chega a primavera, é a hora da colheita. “Durante a última fase da lua, em março, são feitos pequenos cortes goudrelles, de 5 a 8 centímetros, no interior no tronco. Colocamos uma mangueira por meio da qual a seiva passa e chega a um balde. Essa é a maneira tradicional, e depois a água, a seiva, passa, por um processo de evaporação até se transformar em um xarope. São necessários 40 litros de seiva para fazer um litro de syrup”, explica Pierre Faucher, empresário artesão e proprietário da Sucrerie de la Montagne, localizada em Rigaud, a cerca de duas horas de distância de Montreal.

Para muitos brasileiros, o gosto do maple se assemelha ao mel. No Canadá, ele é usado como um substituto natural do açúcar e também como medicamento popular em casos de gripe, tosse, rouquidão e infertilidade feminina, assim como estimulante sexual, energético e acelerador de metabolismo, devido à alta concentração de vitaminas e sais minerais, principalmente o zinco e o manganês. Cada 100 gramas contém 260 calorias. Os primeiros registros de seu uso datam dos anos de 1500, com Jacques Cartier, o explorador francês tido como descobridor do Canadá. A utilização já era corrente entre os indíos há milhares de anos, tendo sido usado, inclusive, no tratamento de escorbuto (doença causada pela carência de vitamina C entre outros fatores e que provoca hemorragia nas gengivas e perda dos dentes).

Amanda e Fábio Reis, recifenses moradores de Montreal.

O casal de Recife, Amanda e Fábio Reis, mora há dois anos em Montreal e visitou uma cabane à sucre pela primeira vez nesta primavera. “É uma experiência fantástica, porque é um costume local. É uma das coisas mais tradicionais do Canadá para celebrar a primavera”, contou Amanda Reis. O passeio a uma cabana  é diversão garantida para adultos e crianças, que podem aproveitar para brincar na neve e passar um dia no campo. Só na província de Quebec estão registradas mais de 200 opções, urbanas e campestres. Você paga um preço único para entrar e pode degustar sem pressa as delícias locais  ‒ como sopa de ervilha, bacon na brasa, presunto assado e crepes diversos ‒ e provar a famosa tira de erable, uma espécie de pirulito gelado.

Entre as sugestões para quem quer conhecer o doce sabor do maple estão:

1) Sucrerie de la MontagneFundada em 1978, a cabane à sucre fica em uma fazenda em Rigaud e se destaca pelo estilo tradicional com muita música e produção artesanal do syrop d´erable. Aberta durante todo o ano, o local é excelente para passar o dia com a família e você pode inclusive se hospedar. Preços para adultos a partir de 29 dólares canadenses.

2) Cabane à sucre Au Pied de Cochon ‒ Próxima a Montreal, a cabana fica na região de Mirabel,a 30 minutos do centro do Montreal. A proximidade e o cardápio gourmet atraem muitas pessoas, sendo preciso fazer reserva. Preços para adultos de 56 dólares e crianças até 3 anos não pagam.

3) Érablière Charbonneau ‒ Distante cerca de duas horas do centro de Montreal, em Mont Saint-Grégoire, é uma cabane à sucre tradicional, com destaque para atrações infantis. Na fazenda, há um miniparque com zoológico e vários brinquedos. Preços para adultos a partir de 23 dólares e crianças até 2 anos não pagam entrada.

4) Cabane à sucre Bouvrette ‒ Em um dos mais belos locais do Quebec, em Saint Antoine, a cabana existe desde 1947 e oferece comida típica como sopa de ervilha e torta de maple. Excelente área infantil com trenzinho e charrete. As atividades infantis são gratuitas e o preço para adulto fica a partir de 20 dólares.

5) Sucrerie Bonaventure Fica em Mirabel, em uma imensa área verde. Além do buffet de maple, a casa oferece cerca de 80 opções de produtos para venda como tortas doces e salgadas. A sucrerie tem preços para adultos a partir de 17 dólares e se quiser, o visitante pode levar vinho ou cerveja para consumir no local que tem pista de dança com música regional..

A temporada do maple termina em maio. Se você quiser mais informações sobre as cabanes à sucre e a produção do sirop d´érable no Canadá, acesse o site da FPAQ, a federação dos produtores do Quebec: https://fpaq.ca/en/

Volto em breve com mais dicas de cultura e turismo do Canadá.


Rosane Rodrigues
‒ Jornalista com mestrado em Relações Internacionais e especialização em Economia, pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou na TVE (atual EBC), TV Record, Rede TV, consultora de Educação Internacional. Rosane faz parte do time de embaixadores do Language Portal of Canada, do time dos Embaixadores de Montreal e é  também secretaria de Comunicação do Conselho de Cidadania junto ao Consulado -Geral do Brasil em Montreal.
E-mail: editorial@riofiqueligado.com.br.  Instagram: @rosanerodriguesbrasil